sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Índio Yanomami beijado por um beija-flor

“Foi um instante precioso. Tive muita sorte em estar com a máquina por perto. Neste dia eu e alguns repórteres da Alemanha conversávamos com os meninos da aldeia enquanto esperávamos o almoço. Perto de nós havia uma árvore cheia de beija-flores. Quando vi aquela cena simplesmente foquei e apertei o botão. Enquanto isso, os alemães saíram correndo para buscar a câmera e quando voltaram já era tarde demais”. Rosa Gauditano.
Nascida na capital paulista em 1955, Rosa Jandira Gauditano é um dos nomes mais conhecidos no fotojornalismo brasileiro. Seus registros das etnias karajás, kayapós, tucanos, yanomamis, xavantes, guaranis e pankararus foram publicados em diversos veículos e expostos em galerias de todo o mundo, chamando a atenção para a questão indígena brasileira.
Estudou jornalismo na Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, em São Paulo. Em 1977 começou sua carreira profissional no jornal Versus, para depois lá assumir o cargo de editora de fotografia. Terminados os anos 1970, Rosa tornou-se professora de fotojornalismo na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e passou a colaborar para diversas publicações.
Naquela época, deu início à documentação de festas populares religiosas no Brasil e fez ensaios com crianças que vivem nas ruas da capital paulista. O olhar de Rosa, extremamente humano, buscou desde seus primeiros trabalhos uma autenticidade que virou a marca de seu trabalho.
Em 1984, trabalhou no jornal Folha de S. Paulo e, entre 1985 e 1986, na revista Veja. Neste mesmo ano recebeu o Prêmio Abril de Fotojornalismo. Em 1987 fundou a agência Fotograma Fotojornalismo e Documentação, com Emidio Luisi e Ed Viggiani.
Em 1989 a carreira de Rosa passou por uma grande mudança. Nesse ano ela travaria os primeiros contatos com povos indígenas em Altamira (PA). Desde então, um dos seus principais objetos de trabalho é a vida indígena. Sobre o tema escreveu e fotografou os livros Índios – Os Primeiros Habitantes, de 1998; Raízes do Povo Xavante, de 2003, e Festas de Fé, em 2004.
Compartilhado por Save the Amazon, com Rosa Maag Floor e Amanda Macabeli.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário