quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Especulação sobre existência de ouro forma um novo garimpo na divisa Pará-Maranhão

Um boato sobre a existência de ouro em Viseu (PA), cidade isolada que fica a 361 km de Belém, está fazendo com que centenas de pessoas migrem para a região do rio Gurupi, na divisa entre Pará e Maranhão. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.
Segundo a reportagem, não se sabe ao certo quantas pessoas já migraram, e as estimativas variam de 300 a 500 pessoas. Na média, dez garimpeiros chegam a cada dia.
O garimpo é chamado de Arrecife, ou Samaúma. Para os garimpeiros, trata-se de uma dos mais promissores da Amazônia. Os garimpeiros não usam máquinas e extraem o ouro manualmente. Os garimpeiros contam que não permitiram a extração de máquinas, na tentativa de evitar o cenário de violência e doença associado às áreas de exploração de minérios na Amazônia.
Segundo a reportagem, um homem consegue extrair até cinco gramas de ouro por dia, o que vale cerca de R$ 250. Os garimpeiros da região temem que os boatos atraiam mais gente para a região, inclusive o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), já que o garimpo não tem licença para funcionar.
Por: Amazonia.org.br
www.amazonia.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário